1 Dsc 0591

Sem data para reabrir, Losso Netto tem nova licitação de R$ 5 milhões

A Prefeitura de Piracicaba (SP) abriu nova licitação, no valor de R$ 5 milhões, para obras de reforma do Teatro Municipal Doutor Losso Netto. Fechado para reformas e adequações desde fevereiro de 2013, a unidade não tem prazo definido para ser reaberto ao público. Nos trabalhos previstos neste último edital, há projetos de reparos gerais na edificação para hidráulica, elétrica, climatização, cobertura, cenotécnica e acústica.

As adequações buscam atender as especificações exigidas para obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros. A Secretaria da Ação Cultural de Piracicaba informou, em nota, que os trabalhos previstos neste novo edital deverão ser concluídos em 120 dias, a partir da assinatura da ordem de serviço. A abertura das propostas ocorrerá no dia 27 de julho.

“Assim, todo o sistema hidráulico e elétrico será refeito, com as devidas atualizações para receber o novo sistema de climatização e obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros. A cobertura passará por reparos gerais de forma a eliminar todos os problemas de infiltração”, detalhou.

A área de Tecnologia de Palco está na complementação das vestimentas cênicas e varas de iluminação. “Para o fosso, algumas adequações serão executadas em função da exigência do projeto de acústica e será instalada a plataforma de orquestra e avanço do piso do proscênio. O piso atual também será reformado”, disse.

Atrasos
A entrega da unidade, inicialmente prometida para o segundo semestre de 2013, foi adiada três vezes. O término da obra já havia sido protelado para maio de 2014 e depois para agosto do mesmo ano.

Em julho de 2015, a Semac afirmou que a última etapa da reforma, com construção de fosso para apresentações de óperas e orquestra, começaria em janeiro de 2016.

“Fomos contratados em julho de 2015. O projeto está sendo feito de maneira ortodoxa. Já entregamos a análise diagnóstica do prédio”, disse Cícero Ferraz, da empresa de arquitetura contratada pela Prefeitura, na ocasião.

O que diz a Prefeitura
Em fevereiro de 2016, a administração o municipal informou, em nota, que a reforma do Losso Netto estava na terceira e última fase. De acordo com a secretária Rosângela Camolese, esta é uma fase complexa.

“O Teatro precisa atender às exigências do Corpo de Bombeiros para ter o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).Para isso, a construção antiga terá de ter renovados seus equipamentos, muitos deles obsoletos, como o sistema de ar-condicionado, por exemplo”, disse.

Rosângela ressaltou que a hidráulica, elétrica e acústica do espaço estão sendo refeitas. “É isso exige a mão de obra de diversos profissionais diferentes, que precisaram avaliar toda a estrutura do Teatro antes de fazer os projetos para colocá-los em prática”, detalhou.

“Essas ações demandam tempo, mas optamos por fazer tudo de acordo com as exigências para que um novo, moderno e seguro Teatro Municipal seja entregue à população. E trabalhamos para que isso aconteça até o final de 2016”, concluiu.

Custo
O custo da reforma do teatro divulgado inicialmente foi de R$ 623 mil, mas o gasto com as duas primeiras etapas ultrapassou esse valor em mais de R$ 200 mil. O preço total que será pago pela obra com a terceira etapa ainda não foi divulgado.

Segundo a Prefeitura, o valor final e o novo prazo para entrega da obra só serão conhecidos quando o projeto da nova fase for concluído.

1ª e 2ª etapas concluídas
As duas fases iniciais, já concluídas, somaram R$ 850 mil e integram a construção de sanitários adaptados a pessoas com deficiência e ostomizadas na área externa, rampas de acessibilidade, remodelação do café e da cozinha do teatro e nova iluminação.

As intervenções também incluíram a pintura da fachada e do hall, a reforma das fontes e da calçada. Na parte interna da unidade, estão prontos os camarotes com novas 27 cadeiras. A primeira etapa das obras consistia também na reforma da parte elétrica e hidráulica do teatro, conforme especificações e normas de segurança exigidas pela legislação.

Fosso para orquestra
O Teatro Municipal Dr. Losso Netto será o primeiro da região a ter um fosso para orquestra. Os teatros públicos que funcionam nas maiores cidades da região (Limeira, Santa Bárbara d’Oeste e Nova Odessa) não têm fosso para orquestra e nem previsão de construção.

Fiscalização
No início de 2013, a administração municipal relatou que o Losso Netto ficaria fechado devido a problemas em dispositivos de segurança contra fogo. As falhas foram identificadas pelo Corpo de Bombeiros em janeiro, quando as fiscalizações se intensificaram após incêndio que matou cerca de 240 pessoas em uma boate de Santa Maria (RS).

19/07/2016 08h30 – Atualizado em 19/07/2016 10h04

Do G1 Piracicaba e Região